Brasileiro cai de navio de cruzeiro nas Bahamas


Um brasileiro de 35 anos caiu de um navio de cruzeiro (o Oasis of the Seas, da Royal Caribbean) durante a noite de sexta feira (06/11) nas Bahamas. Ele foi visto pelos tripulantes subindo intencionalmente na lateral do navio. O homem estava segurando em um suporte de apoio do bote salva-vidas enquanto a embarcação se movia bem rápido durante a noite. No entanto ele não conseguiu segurar por muito tempo e caiu no mar. O acidente ocorreu perto de 1h (3h, no horário de Brasília) de sexta-feira.

Equipes de busca e salvamento da guarda costeira dos Estados Unidos lançaram uma operação de busca em uma área cerca de 145 quilômetros a nordeste de Mayaguana, nas Bahamas. A Royal Caribbean informou que o homem caiu no mar 112 quilômetros a leste das ilhas Turcas e Caicos.

A busca foi realizada por equipes em aviões e helicópteros ao longo da sexta-feira e cobriu uma área de 931 milhas náuticas quadradas, disse a guarda-costeira dos EUA. “Gostaríamos de estender nossas mais profundas condolências aos entes queridos e a todos que foram afetados por essa tragédia”, disse o capitão Todd Coggeshall, chefe da coordenação de resposta no 7º distrito da guarda-costeira norte-americana.

Oasis of the Seas - Royal Caribbean International. Foto divulgação: www.royalcaribbean.com.br

Oasis of the Seas – Royal Caribbean International. Foto divulgação: www.royalcaribbean.com.br

A guarda-costeira dos Estados Unidos suspendeu suas buscas no sábado.

O homem foi mais tarde identificado como Bernardo Albaz. Michael Winkleman, advogado da família de Bernardo, afirmou que o incidente “não foi suicídio”. Winkleman declarou que o incidente foi originado em comentários e piadas preconceituosas contra homossexuais feitos pelos funcionários do navio, o que provocou uma briga em um bar do navio. Bernardo se envolveu em uma grande briga e foi para sua cabine nervoso até que os seguranças da Royal Caribbean chegaram ao local. Após ser vítima de preconceito, Bernardo caiu de sua varanda sobre a área de botes salva-vidas, disse Winkleman em entrevista realizada no sábado.

Em comunicado emitido na noite de sábado, a Royal Caribbean assinalou que a equipe do cruzeiro “não teve nenhuma briga física com o passageiro e foi incapaz de prevenir seu salto da varanda do camarote”. Segundo a empresa, o incidente ocorreu depois que o brasileiro e seu marido discutiram.

No vídeo abaixo é possível ver o brasileiro pendurado. Alguns passageiros gritam em direção ao homem. Bernardo também grita algumas frases em inglês: “Por causa de você, isso aconteceu… Me solte! Se afaste de mim!”. Aparentemente, ele tenta subir de volta à embarcação mas não consegue se segurar e cai no mar.

Bernardo foi dado como morto pela guarda costeira norte-americana mas seu corpo ainda não foi encontrado.